domingo, 14 de maio de 2017

O ciclo de poder de Jesus


"Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem." – Romanos 12:21
Seria o efeito dos medicamentos? Seria um sonho confuso? Ou seria uma função prejudicada do cérebro que os médicos previram? Qualquer que fosse o cenário, era desconcertante.
“Nuri”, um muçulmano vivendo no norte da Índia, esteve no hospital por vários dias. Agora, na névoa da fadiga e remédios, ele viu seu filho, “Rasheed”, acompanhado por um hindu, religião tradicional na Índia. E o hindu, que depois veio a ser conhecido como “Pavaak”, estava gritando: “Nuri, seja curado em nome de Jesus!”
Toda essa confusão começou com uma disputa por terra entre seus vizinhos muçulmanos. Como Nuri se recusava a entregar um pedaço do lote da família, a disputa se tornou violenta, até que os vizinhos do clã armaram uma emboscada e bateram nele com varas de bambu até acharem que ele tinha morrido.
Seriam os remédios? Seria apenas uma questão de tempo? Ou seria a oração fervorosa do hindu invocando o nome Jesus? O que quer que estivesse dirigindo o cenário, Nuri deixou hospital poucas semanas depois, em condições muito melhores do que os médicos esperavam. Além disso, sua vida e a de seu filho foram mudadas para a eternidade.
Durante a recuperação, Nuri teve bastante tempo para pensar no que aconteceu. Inicialmente, ele estava bem irado. Ele havia vivido de acordo com as tradições muçulmanas. Ele ordenou ao seu filho que tomasse uma esposa quando Rasheed tinha apenas 13 anos de idade. Nuri continuou a seguir os costumes islâmicos da área, obrigando Rasheed a tomar uma segunda esposa há poucos anos atrás. Seguir estas tradições trouxe muitos problemas à família, pois alimentar duas bocas a mais não é nada fácil.
E que gratidão recebeu? Muçulmanos tentaram roubar a terra de onde ele tirava o sustento de sua família. Depois de espancado, não foi um muçulmano que veio orar por ele. Quem veio orar foi um hindu, que se tornou cristão. Pavaak desconsiderou o complicado sistema de castas da nação para mostrar amor e preocupação por Nuri.
Pavaak levou seu amigo, “Bill”, um trabalhador da Frontiers que mora na cidade, para visitar Nuri e Rasheed no hospital. Foi assim que eles entenderam quem era Jesus, aquele que Pavaak citava em suas orações. A medida que Bill explicava o papel do pecado, Nuri e Rasheed entenderam melhor a motivação de seus vizinhos. Quando Bill descreveu como, através da cruz, Jesus quebrou a maldição do pecado, Nuri e Rasheed estavam prontos para seguir Jesus.
Finalmente, à medida que Bill os ensinava sobre perdão, Nuri e Rasheed foram capazes de retornar ao lugar onde puderam ter paz com seus vizinhos. Aquele perdão não passou desapercebido pelos muçulmanos. Logo os vizinhos estavam se perguntando como vítimas de injustiça eram capazes de perdoar e Nuri e Rasheed responderam: “Cristo crucificado!”
Desde que recebera alta do hospital, Rasheed continuou a estudar com Bill acerca de Jesus. Seu testemunho estimulou outros muçulmanos a aceitarem o Salvador. Atualmente, Bill está ensinado aos novos seguidores a usarem suas influências na comunidade para criar um reavivamento por Jesus.
Através da fé em Cristo, velhos ciclos são quebrados. O sistema de casta entre hindus e muçulmanos, o espírito de violência dentro da comunidade islâmica e a falta de perdão entre vizinhos foram substituídos por um novo ciclo – o ciclo de amor – pelo poder de Jesus.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...